A dificuldade de se entregar novamente

imagens do google

 

Após algumas decepções, fica dificil dar um lugar à alguem a sua vida de maneira tão espontanea. Algumas decepções tanto na vida, tanto no jogo do amor, nos ajuda a racionalizar alguns sentimentos e algumas atitudes, por isso, gostar de alguém depois de um tempo não é tão simples como costumava ser. Em nossa cabeça criamos exigências, barreiras, mil problemas para que optemos para o não, o que poderia ser o sim.

Um meio de sobrevivência, talvez, de dizer que não precisamos de outra pessoa para ser feliz. Aprendemos coisas que nos deixam feliz, nos acalmam, fortalece, que nos aliviam e que nos fazem fugir da monotonia. Criamos um mundo particular confortavel que de certa forma nos faz bem, mas com um escudo intransponivel em volta, bloqueando qualquer outra pessoa que queira entrar.

Mas vira e mexe sempre aparece alguém de mansinho e bate na porta educadamente, querendo entrar, e por mais que essa pessoa mereça uma chance, dizer sim é complicado. É dificil sair do conforto de não sentir vazios no coração, nós na garganta, frio na barriga, esses efeitos colaterais que sentimos quando gostamos de alguém.

Gostar de alguém não é o fim do mundo, mas se fechamos por medo. Não medo de amar alguém, e sim medo de dar errado, de se entregar a toa, quebrar a cara, perder tempo em algo que foi em vão. É estranho, pois para passar por isso, não precisa simplesmente passar por uma desilusão amorosa, e sim, tambem ver ou presenciar o que acontece com pessoas próximas a nós.

Porém, ficar nesse lugar instransponivel as vezes só nos priva de viver algo incrivel. É contraditório esse medo das coisas darem errado. E se com essa pessoa funcionar? Quem me garante que dessa vez essa pessoa não irá embora? E se.. São perguntas que não sabemos responder, porém, não arriscamos saber. É como ter medo da aguá profunda, não temos medo de nadar, temos medo do possivel afogamento.

Por esses tempos pensei, talvez a solução para tudo isso seja se jogar de cabeça de vez, sem limitações, sem medo, só ir na onda. Se quebrar a cara, acontece, isso só será mais uma das coisas da vida que você tera que erguer a cabeça e superar.  Tudo na vida é um risco incalculável de incertezas, nunca saberemos o certo das coisas se não tentarmos. Mesmo que quando da errado e se afogamos em tristeza e perdemos toda aquela certeza que tinhamos, toda a coragem. Um dia as lagrimas secam e param, e a coragem nós recuperamos e as decepções, as falhas, se tornam aprendizados. Do que adianta viver se nos privamos de sentir?

Anúncios

4 comentários sobre “A dificuldade de se entregar novamente

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s