Resenha – 13 Reasons Why

“Oi, é a Hannah. Hannah Baker.

Isso mesmo.Não ajuste seu…o que quer  que esteja usando para ouvir isso. Sou eu, ao vivo e em estéreo. Sem promessa de retorno, sem bis e desta vez, sem atender pedidos.

Pegue um lanche, acomode-se.

Porque vou contar a história da minha vida”

13-Reasons-Why-  Netflix divulgacaoNesta série original da NETFLIX (obrigada <3 ) conta a história de uma garota, Hannah Baker, que se suicidou. Mas, antes de sua morte, ela gravou fitas contando as razões na qual resultou o fim da vida dela. E o primeiro episódio é assim, Clay acaba encontrando em frente a porta da sua casa um pacote e neste pacote estava a fitas que Hannah gravou. Então o eleitor assiste essa série vendo o ponto de vista do Clay Jensen, uma das pessoas a receber estas fitas. O motivo de fazer com que ele continue escutando as fitas é por ficar confuso e querer entender o porque estava na lista de Hannah. E o desenvolvimento da série começa a partir deste ponto.

trilha-sonora-13-reasons-why-selena-gomez-musicas-netflix

A principio parece ser uma serie de dramas adolescentes, uma fase que todos nós passamos na vida. Mas não é. Thirteen reasons why, tem muito mais conteudo do que o esperado, que traz a tona assuntos que dificilmente são abordados como a depressão, pânico, estupro e suicídio. Além de abordar o bullying praticado nas escolas e as consequências que ele pode levar para a vida, quando não identificado pela escola e pela família.

Todo as pessoas que assistem a serie em algum momento se identifica com a Hannah Baker, mas o que muitos não admitem, é que eles tambem já foram uns dos porquês. É inevitável isso, principalmente nessa fase da adolescencia, na qual estamos no colégio e ainda não temos maturidade ou noção do que nossas atitudes causam. E foi o que eu achei muito bom, por uma série desta partir da Netflix, já que não só jovens, mas adultos tambem são assinantes, possam assistir e refletir a respeito de suas atitudes.

Os sofrimentos que Hannah Baker passou, foi como uma bola de neve: no inicio os problemas eram bem menores, que em um periodo, ela até conseguiu “superar”, mas não pararam, por esses problemas, foi vindo outros e outros e se acumularam. Mas antes de qualquer decisão que ela tomou, ela tentou buscar ajuda, com o conselheiro da escola por exemplo, mas o problema da sociedade é pensar que isto é “só uma fase”, que “é momentaneo e vai passar”. As pessoas devem comecar a entender que independente de qual for a gravidade do caso, talvez para você não seja muito, mas para outra pessoa, é o cumulo. Nunca sabemos o que se passa na vida de outras pessoas, e quando alguem vem nos procurar, o minimo que devemos fazer é ajudar.

A inteção da série não foi incentivar o suicidio e sim, mostrar a gravidade das palavras e atitudes que muitas vezes, fazemos sem pensar e podem ter uma consequencia terrivel. Foquem no que realmente esta série quer dizer, sejam inteligenttes e a entendam, após tudo, repense seus atos e tente melhorar. O foco é incentivar que as pessoas tomem a inicitativa e melhorem seus atos, para não ser mais um motivo para outra pessoa desejar se suicidar.

“Você não sabe o que se passa na vida de ninguém além da sua. E quando você mexe com uma parte da vida de uma pessoa, não está mexendo só com aquela parte. Infelizmente, você não pode ser tão preciso e seletivo. Quando você mexe com uma parte da vida de alguém, você está mexendo com a vida toda.”

 

 

 

 

Resenha: De volta aos sonhos

Resenha

Titulo: De volta aos sonhos

Autora: Bruna Vieira

Paginas: 203

Editora: Gutenberg

Sinopse: Senti algo arranhar minha garganta quando finalmente entendi onde, ou melhor, quando tudo aquilo se passava. Era minha formatura! Aquela era a noite da minha formatura do ensino médio e, por algum motivo muito bizarro, lá estava eu mais uma vez. Literalmente, sem querer. Pela primeira vez na vida, eu não queria mudar meu passado e viver em outra realidade. As coisas finalmente tinham se ajustado, mas pelo visto eu ainda não conseguia controlar meu próprio futuro. Era irônico como, no instante anterior, eu estava em Paris com o Henrique, na situação perfeita, e tudo o que eu queria era aproveitar aquele momento que tanto desejei. Mas, aparentemente, não era aquilo que o destino – ou seja lá o que fosse – desejava, e lá estava eu de novo vivendo minha adolescência. O final, ás vezes, não acaba no ‘felizes para sempre’.

“De volta aos sonhos” é o segundo livro da serie “meu primeiro blog” escrito, obviamente, pela Bruna Vieira.  O livro nos leva para o passado, presente e futuro da personagem protagonista Anita. Se você ainda não leu o primeiro livro da serie, clique aqui para ler a resenha.

Anita está de volta aos seus sonhos. Com a viagem no tempo, ela conseguio recuperar tudo aquilo que ela poderia ter tido. Éh… talvez viajar no tempo possa acarretar coisas boas, mas muitas vezes pode nos deixar escolhas muito dificeis de se resolver.

 

Confesso, que mesmo eu adorando o primeiro livro, esse segundo foi o que mais me empolgou. Teve alguns momentos que foi bem engraçado e que me fez pensar naquela velha fala “Vixiiii depois dessa,gospia no chão e saia nadando”, mas bem que foi merecido. Um detalhe que prevaleceu no segundo livro foi à diagramação, que é ótima, e também o cuidado que a Bruna e Editora Gutenberg tiveram com as ilustrações e com a capa. E o que eu senti falta, foi da parte final do livro “Leia este livro escutando” que é uma marca registrada da Bruna (porque em todos os livros tem, tirando esse).

 

Eu acredito que não tem como falar muito da historia sem dar um spoiler. Mas já vou dizendo, o final….ah o final… você vai ficar com uma “puta” curiosidade e o que vai fazer você ficar louca esperando para o próximo livro, justamente agora que a Anita conseguiu a “senha” do blog. Só um spoilerzinho basico….

Enfim, é claro que eu super recomendo.

“Se a pessoa não acreditar em si mesma e batalhar pelo que vale a pena, todo resto será insuficiente. Só pensar nunca muda nada.”

DVS Paris

DVAS01

dvs final resenha

 

E ai alguém já leu? Ou agora vai querer ler?.. Espero que tenham gostado..

Resenha: A menina que colecionava borboletas

Titulo: A Menina que colecionava borboletas

Autora: Bruna Vieira

Paginas: 152

Sinopse: Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns. A garota do interior que usa batom vermelho e que realizou seus maiores sonhos continua inspirando adolescentes de todo o país. Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí.

Resenha:

Em seu terceiro livro (sendo o segundo de crônicas), Bruna traz uma coletânea de 48 textos curtos sobre liberdade, planos, erros, amadurecimento e, claro, amor e relacionamentos. Como borboletas é um tanto bonito, raro e que vive pouco tempo, Bruna relacionou com “sentimentos”, afinal, as vezes os sentimentos tambem é assim, mesmo que pensamos que será para sempre, não é.

Em nossas vidas acontecem tanta coisa! Nossos planos ficam mias estruturados, aprendemos a lidar com as responsabilidades, e esperamos que nossas borboletas colecionadas, voem por aí.

Não é curioso? Não é incrível? Não é libertador saber que cada pessoa encontra motivo para viver em coisas completamente diferentes? Eu acho. (página 25)

O que me atrai é que, em seus texto ela “me lê“, de modo que sou mais revelada em suas palavras, do que ela revela a si mesma. Enquanto eu leio é como se, eu Brenda, estivesse ali, pensando e vivendo aquelas palavras.

Não podemos esquecer das imagens. Bruna em seu livro coloca diversas imagens com suas frases inspiradoras e que tambem facilita a leitura.

SAM_3310

No livro tambem contém no final, aquele bônus “Leia este livro ouvindo” que virou marca registrada dos livros da autora, na qual Bruna coloca diversas musicas de diversos cantores, como: Paramore, Taylor Swift, Katy Perry, Avril Lavigne, Coldplay, enfim..

A menina que colecionava borboletas é uma companhia para se apreciar aos poucos, colecionando sentimentos, palavras e aprendizagens.

SAM_3312

“Para superar de verdade nossos problemas, precisamos nos reinventar. Mergulhar dentro dos próprios pensamentos e encontrar uma pontinha de esperança que nos faça querer seguir em frente e parar de chamar tanta atenção para algo que, no final das contas, é só nosso.”( página 22)

 “A vida se trata justamente disso.

Precisamos abir mão de coisas e pessoas para que

as lições sejam compreendidas e nós finalmente possamos crescer.” (Pagina 129)

“Quando passamos a ser

independentes, nossos sonhos

se tornam uma bússula, e vamos

descobrindo aos pouquinhos para que

lado fica a tal felicidade.

 

Gostaram?

Resenha: A culpa é das estrelas

Nome: A culpa é das estrelas
Autor: John Green
Editora Intrínsica
Pag: 288

Sinopse:  Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante – o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos -, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Resenha:

No livro conta a história de Hazel Grace , que tem cancêr em estado terminal, desenganada pelos médicos desde os 13 anos de idade e tenta viver sua vida de um jeito comum quanto a de qualquer adolescente. Ela era uma garota muito negativa e ela meio que se isolava. Ela comeca ir ao um grupo de apoio e acaba conhecendo Augustus, na qual o garoto gostava dela pelo jeito que ela é. E como um velho ditado diz “Os oposto se atraem”. E no livro só reafirma esse ditado. Gus um garoto otimista e amigável e Hazel com seu negativismo. O problema era que Hazel não quer ser a granada a explodir em sua vida, ela não aguenta o fato de ter que magoar seus pais e não deseja mais magoar ninguém.

Não dá para escolher se você vai ou não se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo. Eu aceito minhas escolhas.” (p. 283)

Ao decorrer do livro , você acompanha a emocionante história de Gus e Hazel e o pequeno infinito da vida deles.

Eu decidi ler o livro depois que vários amigos meu indicaram e percebi que tudo que eles falarão sobre o livro tinha razão. Este é um livro com uma envolvente e emocionante história. Quando comecei a ler, pensei. “Como isso fez sucesso?.”. Mas eu não deixei a leitura de lado e quiz saber mais o que estaria por vim. E com certeza eu fiz a escolha certa de continuar ler o livro. Não foi o melhor livro que já li, mas o livro é super emocionante e legal. Afinal drama e romance são duas combinações perfeitas. Ele faz muito você pensar em suas atitudes. Que devemos aproveitar nossas vida o máximo, aproveitar cada segundo, por talvez não teremos o amanhã .E se por no lugar dessas pessoas. Você aproveitaria sua vida ao máximo ou simplesmente esperaria a morte vim?.

“Alguns infinitos são maiores do os outros. Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho limitado do meu conjunto ilimitado. Queria mais números do eu provavelmente vou ter […] mas você ão imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso. ” (p. 235)

Ou seja, quando forem ler A Culpa é das Estrelas, preparem-se, pois como eu, vocês não vão sair imune à esse livro!

Okay?

 

Resenha: De volta aos quinze

Nome: De volta aos quinze
Autora: Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Pag: 224

Sinopse: 

“De Volta aos Quinze” é o primeiro o livro da série “Meu Primeiro Blog”! A trilogia conta a história de Anita, uma mulher de trinta anos que possui uma vida diferente do que ela sonhou para si. Um dia, ao encontrar seu primeiro blog, escrito quando tinha 15 anos, algo inusitado acontece e tudo ao seu redor se transforma de repente. Com cabeça de adulto e corpo de adolescente, ela se vê novamente vivendo as aventuras de uma das épocas mais intensas da vida de qualquer pessoa: o ensino médio. Ao procurar modificar acontecimentos, ela começa a perceber que as consequências de suas atitudes nem sempre são como ela imagina, o que pode ser bem complicado. Em meio a amores impossíveis, amizades desfeitas e atritos familiares, Anita tentará escrever seu próprio final feliz em uma página misteriosa na internet.

Resenha: 

 

Quem nunca teve desejo de voltar atrás numa escolha… De mudar, de fazer diferente? Quem nunca se perguntou que rumo teria tomado a sua vida se você mudasse esta ou aquela atitude? Teria sido melhor?

“Passamos a vida inteira assim, nos adaptando ao mundo. Acumulamos pessoas e histórias que um dia vamos contar para alguém. Mas, e se, por um segundo, pudéssemos fazer o caminho inverso? Ler nossa própria história e escrevê-la novamente? Ontem, com a cabeça de hoje. Será que isso resolveria? Seria essa a fórmula da felicidade? A solução de todos os nossos problemas? (página 12)”

O livro é maravilhoso cheio de reflexão. “De volta aos quinze” diferente de “Depois dos quinze” é um conto. Uma história na qual tem como personagem principal, Anita. No livro se passa uma envolvente história que faz com que você pense e imagine. Bruna ela usou o mesmo metodo do livro “Depois dos Quinze”, tem uma playlist no final para escutar enquanto lendo e tem várias imagens no livro.

Até agora, diante desse 1 livro da série, podemos perceber e nos perguntar. “E se pudessemos mudar o passado, será que teria um bom resultado?”. Então vamos acompanhar e se envolver nessa aventura juntamente com Anita.

Amei a leitura e super recomendo.

Dizem por aí, e eu concordo plenamente: a melhor maneira de ser feliz com alguém é aprender a ser feliz sozinho. Daí a companhia será questão de escolha, e não de necessidade. (Bruna Vieira, trecho do livro ‘De volta aos quinze’, página 177)

Resenha- Depois dos Quinze

Nome: Depois dos quinze- Quando tudo começou a mudar

Autora: Bruna Vieira

Editora: Gutenberg

Pag: 198

Sinopse:  Bruna Vieira tem 18 anos, é colunista da Revista Capricho e dona de um blog chamado Depois dos Quinze. Começou a escrever porque descobriu que o amor da sua vida era na verdade o amor de uma das centenas de fases que ela já viveu. Desde então, com a ordem das palavras escritas e compartilhadas nas redes sociais, Bruna superou a timidez, viajou para a Europa, fez duas tatuagens, mudou de vez para São Paulo e tornou-se uma das adolescentes brasileiras mais influentes da internet com milhares de fãs-leitoras-amigas-seguidoras. Nesse livro você encontra uma mistura de histórias, desabafos e segredos de uma garota que nasceu no interior, ama animais, usa boinas coloridas e ainda acredita no amor simples e verdadeiro.

Resenha:

O livro é apaixonante desde a capa e a contra-capa. Os texto retratam igualzinho o jeito de Bruna escrever no blog dela “Depois dos quinze”. Repletos de sentimentos e pensamentos. Trata de vários assuntos em que muitos adolescente e jovens abordam hoje em dia. E fazem com que as palavras fiquem em sua mente e te faz refletir.

E uma coisa muito interessante que me surpreendeu, pois nunca tinha visto em nenhum outro livro , é que no final Bruna lhe indica uma playlist de musicas para ouvir enquanto ler. Como alguns leitores não curte muito ler livros escutando musica. E eu sou uma dessas leitoras. Eu escutei só depois que terminei de ler o livro. Depende do gosto de cada um. Eu realmente amei e recomendo todos lerem.